Histórias inspiradoras na ação do MAMAMIGA em Beagá

Histórias inspiradoras na ação do MAMAMIGA em Beagá - Mamamiga

A ação que o MAMAMIGA realizou na Praça Sete, em Belo Horizonte (MG), movimentou muita gente interessada em saber como realizar o autoexame e se cuidar. Em meio ao incansável vai e vem do centro da cidade, duas mulheres fortes se destacaram devido às suas histórias de vida inspiradoras.

Estamos falando da Vera Lúcia e da Sirlaine. Elas tiveram câncer de mama e, através de muita luta, conseguiram se curar e vencer a batalha. Isso só foi possível porque elas detectaram o nódulo em sua fase inicial por meio do autoexame. Estatísticas comprovam que, se descoberto precocemente, as chances de cura são de até 90%.

A Vera, que hoje tem 58 anos, descobriu o nódulo aos 54, em 2012, após ver um mastologista alertando sobre importância do autoexame e ensinando como fazê-lo. Por sorte, ela resolveu se tocar e descobriu o nódulo na mama esquerda. “A gente brinca de procurar alguma coisa em nossas mamas, mas, no fundo, nós temos medo de encontrar. Eu sempre fiz assim. Mas, depois que eu aprendi a fazer direito, vi o tanto que é importante. Hoje estou aqui por isso”, nos conta, emocionada.

“Eu retirei um quarto da minha mama esquerda e ainda tomo os medicamentos, mas hoje estou bem. Me sinto curada” – Vera Lúcia

A Sirlaine, de 42 anos, também foi diagnosticada em fase inicial, também em 2012. “A descoberta e o tratamento são difíceis. Mas, nós temos que fazer, porque tem cura sim. E basta acreditar!”, afirma.

Fiz os tratamentos direitinho – ainda faço - e com muita força, mas me sinto curada. Eu enfrentei” - Sirlaine.

Viu só? O câncer, como disseram nossas heroínas, pode até dar medo, mas, se nos tocarmos mensalmente e termos em mente que somos mais fortes do que a doença, a confiança se torna cada vez maior, e os resultados, melhores. <3

Por isso, amigas, sigam o nosso conselho: façam o autoexame e o preventivo!

Parceiros:

Apoiadores: